Comércio Investe, montante de apoio e despesas elegíveis

Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail

Comércio InvesteO Comércio Investe é dirigido a projectos de investimento promovidos por empresas ou associações empresariais destinados à promoção da inovação de processo, organizacional e de marketing nas empresas do setor do comércio. A gestão e operacionalização deste novo programa de incentivos financeiros está a cargo do IAPMEI.

Podem beneficiar do Comércio Investe as micro e pequenas empresas, independentemente da sua forma jurídica, com CAE inserido na divisao 47.

Condições Elegibilidade Comércio Investe


As principais condições de elegibilidade ao Comércio Investe para projectos submetidos por empresas (projectos individuais) são:

– Apresentar uma situação económica e financeira equilibrada;
– Deve cumprir as condições legalmente exigidas ao exercício da atividade no estabelecimento candidato;
– Apresentar uma situação económica e financeira equilibrada;
– Ter já dado início de atividade, para efeitos fiscais;
– Possuir estatuto de micro ou pequena empresa;
– Prazo de execução até 12 meses;
– Investimento mínimo elegível de 15.000 euros;
– Não ser destinado ao apoio de estabelecimentos que se localizem em centros comerciais ou conjuntos comerciais;
– Cada candidatura deve ter como objeto um único estabelecimento com área de venda ao público.

Incentivo Financeiro do Comércio Investe

O apoio atribuído pelo Comércio Investe assume a forma de incentivo não reembolsável e pode ascender a 40% das despesas elegíveis, não podendo, no entanto,  ultrapassar os 35.000 euros por projeto.

Despesas Elegíveis no Comércio Investe

– Aquisição de equipamentos e software de suporte à atividade comercial;
– Aquisição de equipamentos e mobiliário que se destinem a áreas de venda ao público visando a melhoria da imagem e animação dos estabelecimentos e a adequada identificação, localização e apresentação de produtos;
– Aquisição de equipamentos, software, conceção de conteúdos destinados à criação ou dinamização da presença na Internet;
– Despesas inerentes à certificação de sistemas, produtos e serviços no âmbito do Sistema Português de Qualidade;
– Despesas com a criação e proteção da propriedade industrial;
– Requalificação da fachada, remodelação da área de venda ao público;
– Aquisição de toldos e reclamos;
– Estudos, diagnóstico e conceção de imagem.

Prazos Candidaturas Comércio Investe

As candidaturas ao Comércio Investe abriram no dia 30/09/2013 e encerram a 25/11/2013 no caso de projectos individuais e 02/12/2013 no caso de projectos conjuntos.


Facebooktwittergoogle_pluspinterestlinkedinmail